Marcadores

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Influências (parte 4) – Taylor Hawkins

Faz tempo que eu não posto nada sobre influências, e desta vez decidi postar um cara que com certeza é um dos que mais influência a minha maneira de tocar. Desde que comecei a tocar, eu já fiz cover das musicas que ele gravou, já montei meu set igual ao que ele usava, já fiz solos baseados nos solos dele e por aí vai [rsrs].

Esse cara tem medo de palco, incarou assumir as baquetas de uma banda liderada por um dos mais importantes bateras da história e se chama Taylor Hawkins, ele é com certeza um dos bateras que eu mais admiro na atualidade. Taylor é uma batera extremamente enérgico, ele é um exemplo de baterista a ser seguido, nunca ouvi uma gravação ou performance dele que tenha sido exagerada, ou que ele tenha feito alguma frase, groove, que não tenha se encaixado perfeitamente na musica. Quando digo que ele toca o que a musica pede, é exatamente isso que quero dizer...[rsrs]. Taylor é mais um batera que abusa dos single strokes tanto nas mãos quanto nos pés... o que imprime uma sonoridade impar nas gravações que ele fez. Pra mim é impossível ouvir uma musica que ele tenha gravado, ou esteja tocando e não saber que é ele, isso desde o pop que ele tocava com a Alannis até o mais pesado Rock que ele faz com o Foo Fighters, ou até mesmo no pop experimental que ele faz com seu projete solo e paralelo ao FF, o Taylor Hawkins and the Coattail Riders. Projeto esse onde Taylor explora e transmite toda sua influência vinda de Phill Collins e Sewart Copeland e outros dinossauros masters da bateria dos anos 70 e 80, onde também ele se mostra um grande compositor e vocalista.

Vamos aos vídeos que SEMPRE falam muito mais do que palavras.











Kit e configurações.

Na minha opinião, os kits que o Taylor monta sempre são kits maravilhosos e memoráveis, visual e sonoramente falando, desde a escolha do acabamento até a forma da montagem e escolha dos pratos, Taylor sempre impressiona.
Taylor é meio camaleão com marcas, já vi ele usar de tudo, tudo mesmo, dw, tama, pearl, mapex, craviotto, porém de 2009 pra cá ele tem sempre usado Gretsch USA custom e desde de o inicio sempre usou pratos Zildjian.











Configurações

Foo Fighters

Gretsch Drums USA Custom
14”x6,5” brass Snare
14’x6,5’ maple snare
24”x18” bass drum
6”x6” Sinphonic Ton (sem pele de resposta)
8”x7” Sinphonic Ton (sem pele de resposta)
13”x9”tom
16”x16” floor tom
18”x16” Floor tom
20”x14” gong bass (nem sempre usado)
14”rototom

Na turne do CD “the colors in the shape” ele usou dois bumbos de 22”x18”

Zildjian Cymbals
20” K custom dark ride (usaco crash)
19” A Custom Crash
18” A Custom Crash
22” A Custom Sweet ride
22” A Custom EFX
15” Avedis new beat hi-hats

Acessórios
Zildjian 5b signature sticks
remo Drum heads
LP Jam Block (vermelho – grave)
Hardware DW

Taylor Hawkins and The Coattail Riders

TAMA Starclassic Drums Maple
14’x6,5’snare
22”x18” bass drum
13”x8”tom
16”x16” floor tom
14”rototom

Zildjian Cymbals
20” K vintage ride (usado crash)
20” K custom dark ride (usaco crash)
21” Sweet ride
15” K Custom dark hats

Acessorios
Baquetas Zildjian signature
LP Jam Blok
LP Cowbell
Remo Drum heads

Discografia

Foo Fighters
- There is Nothing Left to Lose
- One by One
- Everywhere But Home
- In Your Honor
- Skin And Bones
- Summer’s End
- Live at Wembley
- Wasting Light

Taylor Hawkins and The Coattail Riders
- THTCR
- Red Light Fever

Alanis Morisset
- Head Over Feet
- You Oughta Know
- All I Really Want (live)
- Ironic
- Hand my pocket (live)

Outros
- This is a Call – Tibetan Freedom Concert
- Bryan May – Another Word (Cyborg)
- Iron and Stone – Learn to fly (foo fighters)
- Good Apollo I’m Burning Star IV – (no world for tomorrow)
- Eric Avery – Help Wanted (Phico Beddoe)

Bom no mais é isso…. Ontem [17/fev] foi aniversário dele e este post fica como homenagem por isso também.

Não deixem de ouvir o trabalho desse grande baterista de 34 anos e que com certeza ainda tem muita baqueta pra quebrar.

Abraço galera.

5 comentários:

  1. ei cara, tu só ouve foo figthers?
    vamo ouvir mais coisa pô!

    ResponderExcluir
  2. Valeu pelos informações.

    Taylor é uma grande inspiração.

    Parabéns pelo blog e continue postando.

    Um abraço.

    Ass: Nenel

    ResponderExcluir
  3. é isso ai !!
    grande pesquisa !! Taylor é realmente inspirador!

    ResponderExcluir
  4. Cara tenho certeza que é melhor escutar foo figthers doque criticar o blog dos outros!

    ResponderExcluir
  5. parabéns pela matéria, muito bom. gostei muito.

    ResponderExcluir